Viver uma vida saudável, estar próximo à natureza e fortalecer os laços com quem você convive são alguns dos principais combustíveis para praticar #Generocidade! E existe um recurso ideal para unir esses três hábitos: a horta comunitária. Por isso, separamos quatro dicas para montar o sistema no seu bairro. Confira!

Junte a “sua galera” e defina os locais

O primeiro passo para fazer uma horta comunitária é sondar a sua comunidade e plantar a sementinha entre os vizinhos e entidades próximas! Explicando os benefícios dessa prática e trocando ideias, é possível criar motivação e transformá-la em energia produtiva – necessária para colocar a mão na massa.

Depois disso, é hora de de pensar em um bom lugar para dar início ao projeto. Sabe aquela praça que poderia ficar mais verde, o quintal de um vizinho que não é utilizado ou o jardim da escola do bairro? Estes podem ser os espaços ideais para dar início à plantação.

Planejar é preciso!

Agora, com o local definido e um grupo motivado, é preciso fazer um planejamento, escolhendo o que será plantado e quem ficará responsável pelo quê. Isso é necessário para que a horta seja devidamente cuidada, dando muitos frutos à comunidade! Outra dica é fazer mutirões de limpeza, manter diálogos constantes e até criar um conselho de moradores para manter tudo em ordem.

Caso você e seus vizinhos tenham dúvidas técnicas, não deixe de procurar profissionais para guiá-los e passar experiências para o grupo.

Já ouviu falar em compostagem?

Neste ponto, você já deve ter percebido que criar uma horta comunitária reverbera em um círculo virtuoso. Para aproveitar essa tendência, a sugestão é fazer também um sistema de compostagem! Além de incentivar a coleta seletiva de resíduos, separando materiais recicláveis de lixo orgânico (matéria prima do método), o resultado é adubo da melhor qualidade para deixar a horta do seu bairro cada vez mais bonita.

Hora da colheita

Se você e seus vizinhos cumpriram essas etapas, este é o momento de colher não só os frutos, legumes e hortaliças plantadas, mas os ganhos para a comunidade. A melhora na alimentação, mudança de perspectiva sobre o seu impacto no meio ambiente e a união entre as famílias do bairro são apenas alguns dos benefícios!

Deu vontade de colocar em prática uma horta comunitária na sua região? Então não deixe de nos mostrar o processo e os resultados. É só publicar suas fotos e vídeos com a hashtag #Generocidade!

Leia também:

Pequenas mudanças para ter um estilo de vida sustentável
Saiba onde descartar seu lixo corretamente em São Luís

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *